COMUNHÃO

 

Grafite HB e 6B sobre papel sulfite branco 150g/m²

Grafite HB e 6B sobre papel sulfite branco 150g/m²

Comunhão é um projeto de HQ independente do Felipe Folgosi. Gentilmente, ele me convidou para fazer uma arte para sua campanha nas redes sociais.

Ele apresentou pra mim o projeto, encaminhou as referências e fiz esta imagem acima. Na história em quadrinhos, um dos temas é corridas de aventura e, predominante, terror psicológico. Aborda dramas e superação. Mas como eu me identifiquei muito com a Amy, sua personalidade, e eu já tive o cabelo curto como o dela, optei por fugir um pouco do tema. Fiz uma versão feliz, aventureira e disposta para viver novas aventuras.

Gostaria de ter finalizado com nanquim e colorido. Mas estou muito atarefada (no bom sentido) e optei por caprichar no grafite. Usei mina HB numa lapiseira da Pentel e lápis 6B da Staedtler. O papel é o mais básico de todos: sulfite branco com uma gramatura que é o dobro do papel tipo ofício (ofício tem 75g/m² e o sulfite que usei tem 150g/m².

Agradeço a sua visita no meu pedacinho da web. Se você quiser saber mais sobre este projeto e apoiá-lo, acesse:

https://www.catarse.me/pt/comunhaohq

😉

Advertisements

Marcello Quintanilha retorna à João Pessoa

Texto originalmente publicado em no site da Ed. Marca de Fantasia e no Memorial dos Quadrinhos da Paraíba.

Nos dias 10 e 11 de abril de 2015, tivemos aqui em João Pessoa – PB, a presença de Marcello Quintanilha para bate papo e lançamento de sua história em quadrinhos intitulada “Talco de Vidro”. Ação esta promovida pela loja especializada em quadrinhos Comic House.

sessao_de_autografos_com_quintanilha_para_internet_01

Na noite do dia 10 de abril, nas dependências da Usina Cultural Energisa, por volta das 20h, ocorreu um bate papo com o autor mediado pelo jornalista Audaci Jr. Na ocasião, foi exibido um vídeo promocional de lançamento da HQ criado pela Comic House, Marcello Quintanilha fez uma leitura dramática das 20 primeiras páginas de Talco de Vidro, respondeu a questões sobre a sua mais recente publicação proferidas pelo mediador e pelo público.

No dia seguinte, nas instalações da Comic House, por volta das 18h30, Marcello Quintanilha, debruçou-se a autografar publicações para o público. Além de Talco de Vidro, gentilmente ele autografou outras obras de sua autoria. Calma e atenciosamente, Quintanilha conversou, autografou e permitiu-se fotografar com os presentes na sessão de autógrafos.

Sobre Marcello Quintanilha:

Carioca da cidade de Niterói  RJ, Marcello Eduardo Mouco Quintanilha é desenhista autodidata. Seu primeiro trabalho em quadrinhos foi publicado em 1988. Ainda adolescente, ele desenhou histórias de artes marciais para a revista Mestre Kim, da Bloch Editores. Na época, ele assinava com nome artístico de Marcello Gaú.

Aos 18 anos, tendo concluído o ensino médio, começou a trabalhar como animador para uma escola de inglês. Passou sete anos no emprego, usando o tempo livre para desenvolver seus projetos pessoais. A convite de Rogério de Campos (diretor da editora Conrad) passou a colaborar com as revistas General e General Visão, nas quais publicou histórias como Dorso e Granadilha. No mesmo período, criou trabalhos também para as revistas Metal Pesado, Nervos de AçoHeavy MetalZé Pereira.

Sua primeira graphic novel foi publicada em 1999. Fealdade de Fabiano Gorilla era uma história baseada na vida de seu pai, que foi jogador de futebol do Canto do Rio na década de 1950.

No ano de 1999, durante a 1ª edição do FIQ-BH  (Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte) conheceu o francês François Boucq, que se interessou pelo seu trabalho e convenceu-o a enviar seus desenhos para editoras europeias. Em 2003, publicou La promesse (A promessa), primeiro volume da série Sept balles pour Oxford (Sete balas para Oxford), pela editora belga Le Lombard, com roteiro do argentino Jorge Zentner e do espanhol Montecarlo.

O contrato com a editora belga levou Quintanilha a mudar-se para Barcelona, para ficar mais próximo dos roteiristas da série. Passou a publicar também ilustrações nos jornais espanhóis El País e Vanguardia .

Ao mesmo tempo, continuou produzindo álbuns para o público brasileiro. Sempre que pode e/ou é convidado, vem ao Brasils para lançar suas produções. Em 2005, publicou Salvador, na coleção Cidades Ilustradas da editora Casa 21. Seguiram-se Sábado dos meus amores (2009, troféu HQ Mix de melhor desenhista nacional) e Almas públicas (2011). A adaptação em quadrinhos da obra de Raul Pompeia O Ateneu pela editora Ática pela série Clássicos Brasileiros em HQ (2012), e pela editora Veneta lançou suas mais recentes produções em quadrinhos: Tungstênio (2014) e Talco de Vidro (2015).

Diga-se de passagem, Marcello Quintanilha com sua obra Sábado dos Meus Amores, é uma das três obras dos quadrinhos brasileiros dentre as mil e uma de uma célebre lista de Quadrinhos Que Devem Ser Lidos Antes de Morrer escrita pelo renomado jornalista britânico especializado em quadrinhos Paul Gravett   (http://www.paulgravett.com/1001_comics/1001_updates/).

iMAGINÁRIO! #6 – Luyse Costa e o resgate da História através dos quadrinhos.

Capa iMAGINÁRIO! #6

Capa iMAGINÁRIO! #6

No final do mês de julho de 2014 foi publicada a edição de número 6 da revista acadêmica iMAGINÁRIO!. Para mim, é uma alegria enorme fazer parte do Grupo de Pesquisa de Quadrinhos PPGC/UFPB coordenado pelo Prof. Henrique Magalhães e poder estudar, pesquisar e escrever sobre quadrinhos.

Nesta edição eu tive uma participação maior e mais significativa: fiz parte da equipe editorial desta publicação, o artigo principal desta edição foi escrito por mim, a capa é sobre o meu artigo e esta foi feita a 6 mãos: sob a arte de Luyse Costa (originalmente criada para a sua HQ intitulada Anayde Beiriz – uma biografia em quadrinhos) eu desenvolvi nova estruturação para a revista iMAGINÁRIO! e esta foi adaptada pelo Prof. Henrique Magalhães para o novo formato da publicação, mais longo na vertical.

O maior de todos os desafios foi escrever sobre Luyse Costa: sua produtividade é constante e quase que semanalmente tem algo que ela produziu sendo divulgado. Seja com ilustração, animação, quadrinhos… Nossa… meu artigo quando foi publicado já estava desatualizado. Neste artigo, eu falei que estava sendo produzido mais uma biografia em quadrinhos por Luyse (a de Augusto dos Anjos) quando a iMAGINÁRO! foi lançada esta HQ biográfica sobre Augusto dos Anjos já havia sido publicada; e inúmeras outras coisas, artes, desenhos que ela havia também já produzido e que ficou de fora do breve histórico da sua produção que eu escrevi. É quase impossível segui a produção de Luyse. Esta pequena notável que tive a alegria de conhecer e de conviver.

A revista iMAGINÁRIO! é publicação semestral de cunho acadêmico sobre pesquisas, resenhas e entrevistas de obras e autores de histórias em quadrinhos nacionais e internacionais, dos mais diversos gêneros e formatos.

Abaixo está o link da Editora Marca de Fantasia para você saber mais sobre esta publicação:

http://marcadefantasia.com/revistas/imaginario/imaginario-06/imaginario6.html 

Neste link tem um acesso para leitura e download desta publicação e dos números anteriores. A revista iMAGINÁRIO! é publicação gratuita e de livre distribuição! Boa leitura!