Espaço HQ edição Janeiro 2017: “Viver de quadrinhos na Paraíba”

banner-divulgacao

No sábado, dia 28 de janeiro de 2017, a FUNESC – Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em homenagem a Semana do Quadrinho Nacional realizou um encontro de múltiplas atividades na Gibiteca Henfil. Thaïs Gualberto, coordenadora de quadrinhos da instituição, foi a idealizadora e executora desta e outras ações em prol das HQs da Paraíba.

O projeto Espaço HQ realiza regularmente atividades voltadas a esse segmento de produção, como oficinas, laboratórios, discussões, palestras e vivência entre profissionais e amadores da área. A primeira ação do projeto ocorreu em outubro de 2014 com o Laboratório de Quadrinhos, ministrado por Thaïs Gualberto. Desde então, novas edições aconteceram regularmente, passando a fazer parte da agenda permanente da Funesc. A edição do próximo dia 28 abre a temporada 2017, que se estende até dezembro com atividades mensais. A ideia é reunir interessados no tema para um momento de interação, além de convidá-los a frequentar as atividades de HQ da Funesc, que tem fornecido espaço para a divulgação e comercialização do trabalho autoral de quadrinistas locais.

Nesta edição de janeiro de 2017, ocorreu a seguinte programação:

Feira de Quadrinhos – com nove mesas disponíveis para vender ou trocar quadrinhos autorais, exemplares da própria coleção e outros itens relacionados, como ilustrações, estatuetas, camisas, adesivos; dando-se preferência à venda de HQs próprias. Não é necessário pagar nenhuma taxa e será feita uma seleção caso o número de inscrições exceda a disponibilidade de mesas. Nesta e noutras edições, passadas e futuras, para se inscrever basta enviar um e-mail para funesc.quadrinhos@gmail.com, informando o material que pretende levar à feira.

Doação de gibis –  especialmente nesta edição e iniciada na última edição do Espaço HQ, realizado em dezembro passado, encerrou a arrecadação de gibis para a biblioteca Ariano Suassuna da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cônego João de Deus. Após a visita dos alunos à Gibiteca Henfil no Espaço Cultural em 2015 e as aulas de leitura na própria biblioteca da escola, as professoras Conceição Ferreira e Íris de Jesus perceberam a paixão que os alunos têm pelas histórias em quadrinhos e acrescentaram ao projeto “Viajando pelo mundo da leitura” o trabalho com esse gênero textual, mas como o acervo de gibis da biblioteca é pequeno, começaram a arrecadação de quadrinhos para aumentar a oferta para os alunos.

Bate Papo – Vivendo de Quadrinhos na Paraíba: a partir das 16h, em meio a feira de quadrinhos para o público presente, Thaïs Gualberto mediou o debate sobre como profissionais paraibanos vivem profissionalmente de sua produção de quadrinhos. Tive a honra e alegria em participar desta programação. Junto comigo estiveram:

foto-alzirAlzir Alves – Alzir Alves, é curitibano, formado em Publicidade e Propaganda e CEO da Rascunho Studio, empresa fundada em 2007, especializada em agenciamento de artistas para o mercado nacional e internacional, que em 2010 ingressou na área de ensino de arte e cultura na cidade de João Pessoa-PB. Em 2014 fecharam uma parceria com o Comiconat e atualmente as duas empresas atuam lado a lado representando vários artistas para várias editoras americanas como: Valiant, IDW, T2, Mongoose Publishing, Joe Books, Landoll Publishing Company Assignment of Copyright, Dreamworks, Dark Horse, Avatar Press, Big Dog Ink, Top Cow, Silver Fox Comics, Monarch Comics, DC Comics, Marvel Comics entre outras. A trajetória profissional de Alzir começou em 2006 com o storyboard do longa-metragem brasileiro “O sonho de Inacim: o aprendiz do padre Rolim”. Em 2007, firmou sua carreira como agente e colorista digital, atualmente trabalhando no título “Geeks” da editora australiana, Silver Fox e em 2016, foi indicado ao prêmio HQMIX na categoria colorista de quadrinhos, onde ficou entre os 10 melhores do Brasil na indicação. Para saber mais sobre Alzir, acesse os links: http://www.rascunhostudio.com/  e https://www.facebook.com/RascunhoStudio/

foto-megaronMegaron Xavier – Paraibano de João Pessoa, é graduado em Rádio e TV pela UFPB. Trabalhou com audiovisual em projetos sociais e de formação profissional pelo estado, mas apesar da formação acadêmica, sua carreira de paixão é o desenho. Autodidata, hoje trabalha na área de ilustração editorial e quadrinhos para o público infantil. Publica quadrinhos de forma independente na Web desde 2013 na fanpage “Cotidiano Fantástico”. Ilustrou o livro “A História que Dormiu” da autora paraibana Norma Alvez, foi quadrinista do livro “José Lins do Rego em Quadrinhos”, texto de Iranilson Buriti, do livro “Ariano Suassuna em Quadrinhos” com o texto de Bruno Gaudêncio e recentemente do livro “Jackson do Pandeiro em Quadrinhos” com texto de Fernando Moura. Agora, em dupla com seu irmão e também desenhista Raoni Xavier, tem o projeto de lançar quadrinhos independentes sobre a alcunha de “Xavierez”. Para conhecer um pouco mais da produção de Megaron, acesse o site: https://megaronxavier.carbonmade.com/

foto-palomaPaloma Diniz – Com formação em Licenciatura em Artes Visuais (UFPB, 2007), é especialista em desenho artístico, em animação e computação gráfica com modelagem digital. Atualmente estuda desenho clássico com base na Belas Artes. Trabalhou freelancer como arte finalista de HQs no mercado internacional, produz quadrinhos independentes e fanzines. Atualmente, trabalha na produção de HQs para o mercado de quadrinhos brasileiro em todas etapas, também como desenhista para capas de revistas, estampas de camisas e ilustração em geral. É membro do Grupo Imaginário (de pesquisa em História em Quadrinhos da UFPB/PPGC/NAMID). Sob a presidência de Henrique Magalhães, é diretora da Associação Cultural Marca de Fantasia. Para conecer mais um pouco sobre meu trabalho, visite meu portfolio on line: http://palomadiniz.daportfolio.com/ ou aqui no meu blog. 🙂

foto-shikoShiko – Nascido e criado no Sertão paraibano, Shiko é ilustrador, grafiteiro, diretor de curta-metragem e autor de quadrinhos. Sua arte foi exposta em Portugal, Itália, Holanda, França e Brasil. Como autor de quadrinhos produziu Marginal Zine, Blue Note, O Quinze – adaptação do romance de Rachel de Queiroz –, entre outros. Em 2013 participou do projeto Graphic MSP com a HQ Piteco: Ingá e também lançou O Azul Indiferente do Céu, pelos quais recebeu os prêmios Angelo Agostini e HQ Mix de melhor desenhista, além do HQ Mix de melhor álbum de “Terror-Aventura-Ficção”. Em 2014 lançou o quadrinho erótico Talvez Seja Mentira e no ano seguinte, pela Editora Mino, Lavagem, uma HQ de terror passada nos mangues paraibanos. Entre suas últimas publicações estão duas edições de A Boca Quente, uma história de carros, crime, violência, sexo, vício, prostituição e decadência. Para conecer mais sobre Shiko e seu trabalho, acesse: https://www.flickr.com/photos/derbyblue/

Se você quiser receber boletins informativos e saber sobre a programação de quadrinhos do Espaço Cultural e da Gibiteca Henfil, basta mandar uma mensagem para o email  funesc.quadrinhos@gmail.com e você ficará sabendo do Espaço HQ e tudo que acontece sobre quadrinhos dentro da FUNESC!

Quero deixar aqui expresso meu agradecimento a Thaïs Gualberto que, juntamente com a FUNESC, acolheu a Gibiteca Henfil e proporciona estas atividades maravilhosas por nós, quadrinistas paraibanos! Sempre que puder, contem comigo. 🙂

Fonte de pesquisa e informações:

Página oficial da FUNESC:  http://funesc.pb.gov.br/?p=1010

FUNESC no Facebook: https://www.facebook.com/funescgovpb/?fref=ts

Advertisements

Homenagem a Caverna do Dragão

Banner para divulgação na internet.

Banner para divulgação na internet.

No dia 13 de dezembro de 2014, em comemoração ao aniversário de 22 anos da Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (mais conhecida como Gibiteca Santos), entre suas atividades ocorreu às 18h a abertura da exposição “Caverna do Dragão por uns 20 Artistas”. Esta é mais uma ação organizada por Denis DYM Freitas em parceria com SECULT e Gibiteca Santos.

O desenho animado “Caverna do dragão” foi ao ar originalmente entre os anos de 1983 a 1986 pela CBS, emissora dos EUA, com 27 episódios. Era baseado no jogo de RPG (Role playing game) “Dungeons & Dragons”. No Brasil, a série estreou em 1986 dentro do “Xou da Xuxa”, na Rede Globo, que nunca passou o início da série e só foi exibir a terceira temporada quase dez anos depois, dentro do programa da mesma emissora “TV Colosso”.

Mesmo assim, a série influenciou toda uma geração de crianças. Eu sou uma delas e, muitas crianças como eu, participam desta exposição, agora como desenhistas e ilustradores.Tenho a alegria de estar ao lado de: Aikau OliveiraAndré ReisBlendaCarlos GreccoDenis DymGiovanni PedroniGuthemberg PereiraIgo Carneiro, Helton Soares, JazzJohn CastelhanoLeandro Henrique AltafimLeandro ReisLucas Rugal (meu aluno), Luiz Gustavo Pereira, Nicolas Soares, Sam CozaSandro CostaVinicius de MouraYoshi.

É a terceira exposição que tenho a honra e alegria de participar este ano na Gibiteca Santos!

Quando DYM anunciou o terceiro tema, eu optei por fazer uma alegoria em homenagem ao terceiro episódio da série animada. Intitulado “O Salão dos Ossos”, este foi o episódio que me impressionou quando criança e eu jamais o esqueci. Eu reassisti ao desenho, estudei todos os personagens que aparecem nesta trama e comecei a elaborar minha composição.

Esbocei primeiramente com grafite e delineei com canetas nanquim (porque são resistente à água). Após limpeza dos traços de grafita, apliquei aquarelas na marca Pentel e Winsor&Newton. Utilizei pincéis que gosto muito da Winsor&Newton Série 7 e da Pinctore Tigre referência 182. Estes são redondos e seu pêlo tem corte em forma de gota.

Para mim, é uma alegria poder participa de ações como estas que promovem o entretenimento, a cultura pop, os quadrinhos. E o melhor de tudo: poder desenhar livremente! Sem prazos apertados ou limitações estéticas.

Eis meu desenho finalizado.

Fontes de pesquisa: Google Images e Facebook.

Homenagem a STREET FIGHTER

 

Banner para divulgação na internet e nas redes sociais desenvolvido pela Gibiteca Santos.

Banner para divulgação na internet e nas redes sociais desenvolvido pela Gibiteca Santos.

Do dia 19 de julho ao dia 14 de agosto de 2014 a Gibiteca Santos acolhe a exposição Street Fighter por uns 50. Esta amostra coletiva traz desenhos de artistas de brasileiros e do exterior com as mais diversas interpretação de estéticas e estilos homenageando este que foi e é um dos maiores sucessos dos vídeo games mundiais. Esta exposição foi organizada por Denis DYM Freitas com auxílio de amigos, desenhistas, e outras instituições e colaboradores, montaram esta amostra coletiva.

Tive a alegria de ser um dos artistas convidados para compor esta exposição. Em especial, a alegria de rememorar o tempo que joguei o vídeo game Street Fighter II no Super Nintendo escondido de meu pai (que proibia isso), de rever a série de desenhos animados que foi exibida no SBT, assistir novamente os filmes longa metragens baseados no vídeo game… isto foi muito satisfatório e importante para inspirar-me na composição do meu desenho.

Alegoria que fiz pra homenagear Street Fighter.

Eu escolhi desenhar os personagens que me marcaram na adolescência. M. Bison o vilão mor do game Street Fighter II e dois dos seus integrantes da Shadaloo: Cammy White e Vega, e também, inseri na composição os três ‘mocinhos’ do mesmo game: Chun Li, Ryu e Ken Master.

Nesta composição eu utilizei aquarelas das marcas Pentel e Winsor&Newton da linha Cotman. Pincéis das marcas Pictore Tigre referência 182 (pêlo de orelha de boi) e da Série 7 da Winsor&Newton (pêlo de marta kolinsky). O papel que utilizei foi sulfite 240 g/m² na cor branca.

Abaixo tem um link onde você poderá ver todos os desenhos que foram produzido pra esta homenagem e conhecer também todos os artistas que participaram:

http://streetfighterporuns50.tumblr.com/

 

Na noite de abertura da exposição na cidade de Santos – SP, vários artistas participantes desta amostra estiveram presentes na cerimônia e promoveram uma sketchsession. Eu gostaria de ter estado lá nesta abertura de exposição! Mas, mesmo a distância, foi muito estar presente e participando!

street_fighter_foto_exposicao-3

Detalhe de algumas das artes em exibição.

street_fighter_materia_do_jornal

O jornal local reservou na publicação um espaço para a exposição aberta a visitação.

street_fighter_foto_exposicao

Visitantes presentes na noite de abertura da exposição na Gibiteca Santos.

street_fighter_foto_exposicao-2

Alguns dos artistas locais e desenhistas participantes da exposição na sketchsession na noite de abertura da exposição.